Seita “Arte da Vida” ensinará como respirar nas prisões de Buenos Aires

0
312

O Ministério da Justiça da província de Buenos Aires (Argentina) assinou em 13 de dezembro um acordo com a fundação internacional liderada pelo guru Ravi Shankar para “treinar técnicas de respiração” nas prisões de Buenos Aires. A decisão polêmica veio um dia depois que a décima morte foi conhecida pela tragédia na 3ª Delegacia de Polícia de Esteban Echeverría, como lemos em The Intransigent .

Detalhes do acordo

Segundo o jornalista Sebastián Iñurrieta publicado em sua conta no Twitter, o acordo foi assinado pelo Ministério da Justiça e pela fundação “The Art of Living”, liderada por Sri Sri Ravi Shankar . O acordo estabelece o objetivo de “treinar técnicas específicas de respiração e relaxamento que promovam a harmonia no ambiente prisional” .

Lançamento

Também buscará abordar “situações de tensão e / ou crise latente no ambiente prisional, gerando um clima de reflexão , promovendo atitudes e comportamentos não violentos” . Assim como o desenvolvimento de técnicas “ideais” para a “promoção da reabilitação e controle de vícios” .

No acordo, o ministério enfatiza que, desde 2007, a Fundação implementou programas semelhantes no âmbito de diversas Unidades Penitenciárias , com o objetivo de “contribuir para a geração de mecanismos de redução da violência no ambiente prisional, a partir da implementação”. de técnicas respiratórias ” .

O acordo em questão seria válido por dois anos, embora possa ser rescindido por qualquer uma das partes, após comunicação confiável com o outro, com pelo menos 90 dias de antecedência.

Antecedentes de eventos

O acordo foi feito um dia depois que uma nova morte foi conhecida em volta do incêndio na 3ª Delegacia de Polícia de Esteban Echeverría. De acordo com a versão dada na época pelos oficiais, dois prisioneiros tentaram forçar as trancas de uma das celas, quando foram alertados pelos guardas. Dada a situação de serem descobertos, os prisioneiros incendiaram colchões com a intenção de continuar com seu plano de fuga.

Devido ao fato de uma auditoria foi aberta para determinar as responsabilidades. Até agora, cinco policiais foram dispensados ​​de seus cargos. Por seu turno, a Comissão Provincial da Memória, juntamente com os familiares das vítimas, pôs em causa as condições materiais do criminoso antes da tragédia.

Relação entre Macri e o líder sectário

Ravi Shankar mantém um bom relacionamento com o presidente Mauricio Macri , com quem realizou diversas reuniões. No ano passado, ele catalogou-o como presidente com uma “perspectiva global progressista” .

Para ilustrar esse bom relacionamento, segundo La Tecla , basta voltar a 2012, quando o guru chegou à Argentina para ministrar uma série de palestras na cidade de Buenos Aires. Naqueles dias, Macri era o chefe do governo e eles trocaram uma série de elogios com o controverso Ravi Shankar .

Tradução: Ricardo Garcia Melo