Morre deputado argentino atacado a tiros na praça do Congresso

0
12

O deputado argentino Héctor Olivares, que foi vítima na quinta-feira passada de um ataque a tiros na praça do Congresso, morreu neste domingo por causa dos graves ferimentos sofridos.

Como consequência do atentado já tinha morrido seu assessor Miguel Yadón, no momento do ataque.

“Uma grande dor a morte do deputado Olivares. Um forte abraço à sua família, correligionários e amigos”, escreveu no Twitter o presidente provisório do Senado, Federico Pinedo, que faz parte da coalizão governista Mudemos, a mesma do deputado.

Como parte da investigação, a Polícia já prendeu seis pessoas, entre elas os dois possíveis autores da ação que estavam dentro do carro de onde os tiros partiram.

O deputado falecido, que tinha 61 anos e representava a província de La Rioja, estava internado desde quinta-feira no Hospital Ramos Mejía de Buenos Aires.

O último boletim médico, conhecido no sábado, informava que foi operado e permanecia em estado crítico, devido principalmente a uma “falha multiorgânica” que lhe afetava o coração, um pulmão e os rins.

A morte de Olivares, que tinha dois filhos, criou comoção no meio político da Argentina, tanto do governo como da oposição.