Em Paris, famílias sírias se organizam para encontrar desaparecidos do EI

0
30

Há seis anos, Ghadir Nawfal não tem notícias do marido, Firas al-Haj Saleh, que desapareceu na cidade de Raqqa (Síria), e diante deste cenário, se uniu a um grupo de parentes de vítimas do Estado Islâmico na Holanda, país onde reside atualmente.

Firas era ativista e revolucionário civil. De acordo com Ghadir, tinha uma “grande influência em seu entorno” e era uma “personalidade pública que promovia uma revolução contra o EI”.

Lançamento