Doris Day, estrela das décadas de 50 e 60, morre aos 97 anos

0
14

A lendária atriz de Hollywood Doris Day morreu nesta segunda-feira, aos 97 anos, por complicações derivadas de uma pneumonia, confirmou a fundação Doris Day Animal Foundation.

“Day tinha uma excelente saúde para sua idade, até que recentemente contraiu uma pneumonia grave que resultou em sua morte”, disse em comunicado a fundação dedicada à proteção dos animais.

A atriz protagonizou quase 50 filmes nas décadas de 50 e 60, entre eles clássicos da história do cinema como “O Homem que Sabia Demais” (1956) e “Confidências à Meia-Noite” (1959). Day morreu em sua casa localizada em Carmel, na Califórnia.

Depois do último filme, em 1968, a atriz passou a protagonizar o próprio programa de televisão, “The Doris Day Show”, entre 1968 e 1973. Desde então, se afastou das câmeras e focou em trabalhos em prol dos direitos dos animais.

Nascida em Cincinnati no estado de Ohio, 1924, seu primeiro filme no cinema foi “Romance em Alto-Mar”, de 1948. Dorys se casou quatro vezes, mas sempre mostrou ceticismo com relação ao amor e ao romantismo.

“Quanto mais estudo os seres humanos, mais amo os animais”, era uma de suas frases mais repetidas.

Em 2004, foi agraciada com a Medalha Presidencial da Liberdade, mas como tinha medo de viajar de avião não compareceu para receber a homenagem, que contou com uma cerimônia oficial na Casa Branca.