Colômbia diz que não reconhece o anúncio de rompimento de relações de Maduro

0
1343
AFP / Lars Hagberg

A Colômbia afirmou neste sábado que não reconhece o governo “usurpador” de Nicolás Maduro, nem seu anúncio de rompimento das relações diplomáticas em meio à escalada de tumultos e tensões pela entrada de ajuda humanitária na Venezuela.

O governo de Iván Duque reconhece “o presidente Juan Guaidó, a quem agradece o convite que faz aos funcionários diplomáticos e consulares colombianos para permanecerem em território venezuelano”, afirmou o ministro das Relações Exteriores, Carlos Holmes Trujillo.

Maduro anunciou sua decisão de “romper todas as relações políticas e diplomáticas com o governo fascista da Colômbia”.

“Todos os seus embaixadores e cônsules devem partir em 24 horas da Venezuela”, acrescentou o presidente ante uma grande manifestação em Caracas.

Sobre esta questão em particular, Holmes Trujillo disse que vai providenciar o retorno das autoridades colombianas “a fim de preservar” sua vida e integridade.

“A Colômbia culpa o usurpador Maduro por qualquer agressão ou desconhecimento dos direitos que as autoridades colombianas têm na Venezuela”, acrescentou.

A vice-presidente Marta Lucía Ramírez acrescentou que “Maduro não pode romper relações diplomáticas que a Colômbia não tem com ele” em sua conta no Twitter.

Bogotá praticamente não tem relações com o governo de Chávez desde meados de 2017.