A posse de Jair Bolsonaro nesta terça-feira em Brasília como 38º presidente da República

0
1417
Far-right president-elect Jair Bolsonaro waves inside the Congress in Brasilia ahead of the ceremony celebrating the 30th anniversary of the Brazilian constitution in Brasilia on November 6, 2018. (Photo by EVARISTO SA / EVARISTO SA / AFP)

O presidente eleito Jair Messias Bolsonaro (PSL), 63 anos, e o seu vice-presidente eleito Antônio Hamilton Martins Mourão, 65 anos, tomam posse em Brasília na tarde desta terça-feira (1º) no 38º presidente e vice da República. A cerimônia, marcada por forte esquema de segurança.

Abaixo a programação divulgada pela presidência da República sobre a cerimônia de posse:

  • 14h45 – Desfile do cortejo presidencial da Catedral Metropolitana de Brasília até o Congresso Nacional
  • 15h – Abertura da sessão solene de posse no plenário da Câmara dos Deputados
  • 15h45 – Término da sessão solene na Câmara dos Deputados
  • 16h10 – Cerimônia de execução do Hino Nacional, seguida de salva de tiros e revista de tropas, na rampa do Congresso Nacional
  • 16h25 – Desfile do cortejo presidencial do Congresso Nacional para o Palácio do Planalto
  • 16h30 – Chegada do cortejo ao Palácio do Planalto
  • 16h40 – Recebimento da faixa presidencial, seguida de pronunciamento oficial à nação
  • 17h – Cumprimentos dos chefes de Governo e de Estado
  • 17h30 – Cerimônia de nomeação dos ministros no Salão Nobre do Palácio do Planalto
  • 18h15 – Fotografia oficial no Salão Oeste do Palácio do Planalto
  • 18h45 – Partida do cortejo presidencial para o Palácio Itamaraty
  • 19h – Recepção oferecida pelo presidente Jair Bolsonaro e primeira-dama, Michelle Bolsonaro, no Palácio Itamaraty

Presença confirmada de 12 chefes de Estado

A cerimônia de posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro tem, até o momento, a presença confirmada de 12 chefes de Estado. A expectativa do Itamaraty é de que 60 delegações estrangeiras participem da posse.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, a lista de autoridades confirmadas tem mais três vice-presidentes, 11 chanceleres, 16 enviados especiais e três diretores de organismos internacionais. Por motivos de segurança, o órgão informou que não divulgará a lista completa com os nomes de cada uma dessas autoridades.

As presenças já divulgadas são de presidentes de países vizinhos, como Maurício Macri (Argentina), Sebastián Piñera (Chile), Mario Abdo Benítez (Paraguai), Tabaré Vázquez (Uruguai), Iván Duque Márquez (Colômbia) e Marín Vizcarra (Peru).

Também vão desembarcar em Brasília, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, além do presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa. Nesta quinta-feira (27), o Itamaraty informou que o vice-presidente do Comitê Permanente da Assembleia Popular (Parlamento chinês), Ji Bingxuan, será o representante da China.

Além disso, estão confirmadas mais dez autoridades, entre elas o chanceler da Argentina, Jorge Faurie. A lista de convidados para a cerimônia é de 140 pessoas.

Transição

Após a eleição, teve início o período de transição de governo, no qual as equipes do atual e do futuro presidentes trocaram informações sobre o governo federal, contas públicas, projetos em andamentos e sugestões de planejamento.
Ao longo do período de transição, Bolsonaro esteve em Brasília algumas vezes. Nas visitas à capital federal, o presidente eleito reuniu-se com chefes dos poderes da República, das Forças Armadas e com os futuros ministros.
Nesse período, Bolsonaro também anunciou o nome dos ministros que trabalharão no governo. Ao todo, serão 22 ministros – sete a mais do que os 15 anunciados por Bolsonaro durante a campanha.